Loading...

Deixe seu comentário!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

CARNE ASSADA ENFERRUJADA!!!

Não sou do tipo que adora carne vermelha e costumava fazer qualquer negócio para não ter que comer a carne da dona vaca. Até a minha adolescência lembro que evitava comê-la na feijoada,ensopados,sopas,cozidos, principalmente se tivesse qualquer vestígio de pelanca ou gordura mas, jamais pude resistir ao assado enferrujado de minha avó Antônia,até hoje quando vejo por aí lombos e assados totalmente sem cor e sabor dou mais valor ainda as mãos de fada da minha vó,que cozinhava de forma artesanal e instintiva, sem nenhuma interferência de livro de receitas ou chefe da moda. Carne assada igual à dela é uma coisa que vou passar minha vida toda tentando reproduzir. Deixo aqui para vocês mais uma das minhas tentativas de alcançar a carne assada perfeita,a carne assada enferrujada do almoço de domingo da casa da minha vó. CARNE ASSADA ENFERRUJADA: 1,5kg de chan de fora; 500g de batatinha; 01 cebola grande picada; 01 tomate grande picado; 01 pimentão grande picado; 01 cabeça de alho picada; hortelã picada; cebolinha picada; 01 colher sopa de tempero sírio; 02 colheres de sopa bem cheia de sal; 01 colher de chá de pimenta cominho; 01 colher de chá de louro em pó. PREPARO: Tempere a carne com o sal; pimenta cominho; tempero sírio; louro e deixe de um dia para o outro na geladeira. Em uma panela aqueça um pouco de óleo e frite a carne até dourar bem todos os lados, acrescente o alho e deixe dourar,junte a cebola refogue,junte o pimentão ,refogue ,junte o tomate e os outros temperos e deixe refogar.acrescente água fervendo aos poucos,quando a carne estiver quase cozida acrescente as batatinha descascadas e deixe cozinhar e enferrujar. Pronto, agora é só escolher os acompanhamentos e passar o domingo em volta da mesa com a família e os amigos!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

BOLINHO DE ESTUDANTE, ENFIM!

Pronto conseguir!Gente, já estava pensando que ia precisar de reza forte para conseguir preparar a receita do bolinho e postar aqui. Nossa!Cada hora era uma coisa, o coco que não estava bom, a tapioca que não era a que gosto de trabalhar ou mesmo o meu celular que travou e não queria passar as fotos para o computador, mas graças a Deus saiu, viu Andréia, Marlise, Humberto... todos que estavam esperando a danadinha da receita.Me desculpem pela demora.Juntem a família e os amigos nesse final de semana e mandem vê nessa sobremesa bem baiana. BOLINHO DE ESTUDANTE: 500g de tapioca(dê preferência a tapioca não industrializada,que tem maior facilidade para ser hidratada); 600ml de leite de coco (02 cocos grandes descascados e batidos no liquidificador com 500ml de água), 200g de coco ralado, 1/2 xícara de açúcar refinado, 01 pitada de sal. PREPARO: Misture o açúcar com o leite, o sal e leve ao fogo para aquecer (não ferver), misture a tapioca e o coco ralado e acrescente o leite aquecido, misture e faça os bolinhos. Frite em óleo e passe no açúcar com canela.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

ROSCA RECHEADA COM TOSCANA DE PERNIL E QUEIJO COALHO!!!

Um dia desses estava a conversar com um amigo e ele começou a lembrar de sua infância lá pelas bandas de Recife, e das iguarias que faziam parte do cardápio dele na época. Acho que a comida é algo que agrega muitos valores na formação das pessoas.É feito música,os acordes nos remete a momentos até então esquecidos e o aroma de um prato ou simplesmente a lembrança de uma receita pode nos arremessar para doces e singelos tempos.Ele me disse que não esquece de um pão de lingüiça que sua mãe fazia,e desde então fico imaginando como seria o gosto,o cheiro desse pão tão especial.Sei que não poderia reproduzir exatamente como a mãe dele fazia, nem se tivesse a receita dela,porque a magia da comida que trazemos em nossa memória é única e incomparável mas,posso criar a minha própria fantasia.Fiz uma receita da massa de esfiha que postei anteriormente e recheei com toscana de pernil frita com ervas(orégano,salsa,manjericão,alecrim...) e queijo coalho.Bem,ficou uma delícia e de certa forma me fez viajar na história desse meu amigo.